Prefeitura do Rio e suas contas no vermelho!

Olá, sou Atalmir, pré candidato a vereador na cidade do Rio de Janeiro, a cidade maravilhosa pelo Partido dos Trabalhadores.




E o tema de hoje é: “Afinal porque quero ser político?

Recentemente recebi este questionamento e respondi, com ar de indignação, porque foi este mesmo sentimento que motivou-me entrar na política.

Eu disse: Cansei de ser um mero expectador, que só fica reclamando de políticos e política e resolvi dar minha cara a tapa, porque entre todas as coisas que eu vejo de errado nos administradores público, o que mais me incomoda é o pouco zelo que grande parte deles tem com os recursos públicos, que são mal gastos, mal fiscalizados e mal distribuídos, isto me aflige e tenho certeza que aflige muitos outros brasileiros.

Penso que a fiscalização das receitas e dos gastos públicos da prefeitura deveria ser obrigação de todo cidadão, afinal é necessário que mais pessoas tomem conta do bem público, e a boa notícia é que  e as informações estão disponíveis para acompanhamento na internet para qualquer um consultar, entretanto, de uma forma ainda de pouco confusa de compreensão de alguns.

Saindo da teoria e indo para prática, o que eu vou falar em seguida, está no site da Controladoria Geral do Município (CGM-RJ), vou deixar o link no final deste texto.

Você sabia que nos últimos 9 anos a prefeitura do Rio de Janeiro fechou suas contas no vermelho? Aliás, este é um caso atípico onde a cor a vermelha não é algo positivo, porque aqui vermelho significa prejuízo financeiro.

Vermelho que é a cor do sangue que corre em nossas veias, que significa a vida e é o que une todas as pessoas do mundo, homem ou mulher, pobre ou rico, preto, branco ou amarelo, latino, europeu ou asiático, todos nós, sem exceção, temos o sangue da cor vermelha.

Voltando ao assunto: na gestão do Eduardo Paes, o município gastou mais do que arrecadou em 6 dos 8 anos (2011 a 2016) em que ele esteve a frente da prefeitura, volto a falar, segundo os dados da CGM-RJ, acumulando um prejuízo financeiro na ordem R$ 2,3 bilhões de reais em números redondos e em valores nominais, ou seja sem atualização monetária.

Já o atual prefeito Marcello Crivella, nos anos de 2017 a 2019, portanto antes da pandemia, não conseguiu fechar suas contas um ano sequer superavitário, em três anos já soma um prejuízo para as contas públicas na ordem de R$ 3 bilhões de reais em números redondos e em valores nominais.




Um quer se reeleger e o outro quer ser prefeito pela terceira vez.

Sabendo disso agora, você contrataria estes gestores para cuidarem das suas finanças pessoais? Se você tem uma empresa seja lá qual o for o tamanho, você os contrataria para gerente financeiro do seu negócio?

E porque então, votar neles dando a chave do cofre mais uma vez, para que cuidem da administração municipal se eles não mostraram ter a capacidade de gerenciar os recursos públicos de maneira satisfatória?

Então, me vem a cabeça a pergunta que não quer calar: Será que no período em questão, as finanças pessoais deles fecharam no vermelho também?

Essa é para você caro leitor, pensar!

Vídeo: Prefeitura do Rio de Janeiro no Vermelho!


Vídeo: Afinal o que faz um Vereador?



E a você que me acompanhou até aqui, meu muito obrigado. Deus os abençoe, hoje e sempre. 


Economista Atalmir
Pré Candidato a Vereador do Rio de Janeiro
pelo Partido dos Trabalhadores (PT-RJ)
Site: atalmir.com.br

---

Site CGM-RJ: rio.rj.gov.br/web/cgm

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vou abrir o Comércio morra quem morrer

Afinal o que faz um Vereador?